uj

uj

últimas notícias

quinta-feira, 22 de fevereiro de 2018

4 FATORES BEM PRESENTES EM GRANDES CIDADES AUMENTAM AS CHANCES DO SEU FILHO TER ASMA


Um estudo do Ureca (Urban Environment and Childhood Asthma) nos Estados Unidos concluiu que os casos de asma infantil são mais incidentes em crianças que vivem em grandes cidades.
Ao longo de sete anos, os cientistas analisaram 560 famílias que residiam em ambientes urbanos e que, com base no histórico de hereditariedade, apresentavam alto risco de desenvolverem asma, além de outras 49 famílias que não possuíam histórico da doença. Veja detalhes: 

▬ Principais causas de asma em crianças

De acordo com a pesquisa, há uma série de fatores ambientais e relacionados ao estilo de vida destas crianças que modificam seus sistemas imunológicos e aumentam o risco de asma, principalmente em seus primeiros anos de vida, fase em que o sistema pulmonar está em desenvolvimento, dentre eles: 

► Exposição a poluentes ao ar livre, como a fumaça de tabaco e aqueles emitidos pelos veículos;
► Obesidade e falta de exercícios;
► Altos níveis de estresse;
► Exposição a alérgenos de baratas ou de ratos.

▬ Como prevenir a asma?

A nutrição é um fator importante para o desenvolvimento pulmonar e imunológico. Alguns estudos sugerem que certos nutrientes (ácidos graxos, ômega-3 e vitamina D, por exemplo) e o consumo de frutas e vegetais protegem o organismo contra a asma.
O estudo da Ureca também encontrou uma forte correlação inversa entre altas concentrações de alérgenos de baratas, ratos e de gatos presentes na poeira doméstica e o risco de asma. 
De acordo com a pesquisa, quanto maiores as concentrações desses alérgenos nos lares antes da criança completar três anos, menor será o risco dela desenvolver asma antes dos sete anos de idade.

MSN
4 FATORES BEM PRESENTES EM GRANDES CIDADES AUMENTAM AS CHANCES DO SEU FILHO TER ASMA
  • Title : 4 FATORES BEM PRESENTES EM GRANDES CIDADES AUMENTAM AS CHANCES DO SEU FILHO TER ASMA
  • Posted by :
  • Date : 03:31:00
  • Labels :
  • Blogger Comments
  • Facebook Comments
Top